by Max Barry

Latest Forum Topics

Advertisement

3

DispatchFactbookOverview

by The 𝕽𝖊𝖕𝖚𝖇𝖑𝖎𝖈 of Belo-Horizonte. . 29 reads.

Educação

Système éducatif Belorizontino
Uma escola primária em Port Belo


Ministério da Educação

Gastos com a educação: 19,6% do PIB

Detalhes Gerais

Ano Letivo: 6 de Janeiro - 20 de dezembro
Língua Primária: Lysandês
Tipo de sistema: Público e Público-Privado
Metodologia: Belo-Horizontina
Obrigatoriedade: Até os 18 anos
Uniforme: Obrigatório, distribuído pelo estado
Edu-tellignce® Test Score: 13.699,84 (8º no mundo)

Alfabetização

Masculina: 100%
Feminina: 100%

Corpo Discente:

École maternelle: 560 mil
École initiale: 1,3 milhões
École intermédiaire: 707 mil
Université: 1,3 milhões

Conclusão:

École intermédiaire: 49% (24% com ensino técnico)
Université: 41%

Introdução


A educação em Belo-Horizonte é regulamentada pelo Ministério da Educação, o mais importante ministério da República e com maior orçamento.

Toda a educação em Belo-Horizonte, seja pública ou privada, deve seguir o princípio da laicidade, com proibições claras ao ensino de mitologias como verdade, como, por exemplo, o criacionismo.

O período escolar compreende os meses de Janeiro¹, Fevereiro, Março, Abril, Maio, Junho² Agosto, Setembro³, Outubro, Novembro e Dezembro⁴

¹As aulas costuma retornar no dia 6 de Janeiro
²As férias de inverno ocorrem do dia 21 de Junho e vai até 21 de Julho, período em que é comum nevar no país.
³Do dia 10 ao dia 21 de setembro, último dia do inverno, existem as férias chamadas Semaines de glace.
As férias de dezembro começam no dia 20 e vai até o dia 5 de Janeiro.

Em média os alunos tem 300 dias de aulas enquanto, no ensino superior, a média é de 280 dias de aula.



Percurso Escolar

A educação em Belo-Horizonte se divide em três fases diferentes que por sua vez se subdividem em 6 diferentes níveis:

De Base
École maternelle (4 a 6 anos de idade)
École initiale (7 a 14 anos de idade)
École intermédiaire (15 a 18 anos de idade)

Avancée
École technique (3 anos)

Université
École scientifique (5 anos)
École des Sages (5 anos)

Há ainda a pós graduação:

Troisième cycle universitaire
Maître (3 anos)
Docteur (5 anos)

Durante o período que engloba a idade de 4 a 18 anos, cada período escolar é subdivido por uma letra e, cada ano, por um número correspondente. Sendo estes:

École Maternelle (EM)
C1: 4 anos de idade
C2: 5 anos de idade
C3: 6 anos de idade

École Initiale (EI)
B1: 7 anos
B2: 8 anos
B3: 9 anos
B4: 10 anos
B5: 11 anos
B6: 12 anos
B7: 13 anos
B8: 14 anos

Assim que terminam o período B8 os alunos realizam uma prova chamada de "Preuve d'Aptitude Scientifique", ou PAS.

A PAS tem valor de 600 pontos e envolve seis grandes áreas: Matemática, Linguagem, Ciências Exatas, Ciências Humanas, Ciências da Natureza e Educação Cívica, cada área equivale a 100 pontos.

A PAS garante acesso aos alunos as melhores escolas de ensino médio públicas do país, bem como garante bolsas de estudos em escolas privadas e escolas (públicas ou privadas) no exterior.

Alunos que tiram notas baixas na PAS também tem garantia de ótimas escolas públicas onde podem estudar. Por lei, o ensino médio, École intermédiaire, é obrigatório.

A École Intermédiaire é subdividida em:

A1: 15 anos*
A2: 16 anos
A3: 17 anos
A4: 18 anos

Durante o período A1 todos os alunos tem o direito de realizar uma prova, opcional, que ocorre normalmente no final do ano, em dezembro, chamada de "Preuve d'Accès à l'Enseignement Intermédiaire et Technique", ou PAEIT.

A PAEIT se subdivide em três grandes áreas: Matemática, Ciências da Natureza e Linguagem. A prova atribuí pesos diferentes a cada área, dependendo do desempenho global dos alunos que irão fazer a prova.

Essa prova, garante acesso aos alunos a École technique que se realiza em conjunto com a École Intermédiaire, a divisão fica da seguinte forma:

S1 (A2): 16 anos
S2 (A3): 17 anos
S3 (A4): 18 anos

Os cursos atualmente ofertados pela École Technique do governo central são (para anos de 2060 à 2070):

    Técnico em Segurança de Trabalho; Técnico em Meio Ambiente;
    Técnico em Telecomunicações;
    Técnico em Educação;
    Técnico em Eletrônica;
    Técnico em Elétrica;
    Técnico em Recursos Humanos;
    Técnico em Química;
    Técnico em Enfermagem;
    Técnico em Processos Industriais; e
    Técnico em Turismo

As escolas técnicas são mantidas pelo governo central, com exceção da tradicional Escola Técnica Real de Saint John (Ecole Technique Royale de Saint John), a maior e mais prestigiada do país, a ser renomeada para Escola Técnica da República (Ecole Technique de la République).

Concluído a École Intermédiaire os alunos realizam sua última prova, O Examen National de Lycée¹, ou Exame Nacional do Ensino Médio, ENL.

¹Define-se como Lycée, em Belo-Horizonte, o ano em que o aluno realizará o ENL, ou seja, A4 ou S3, também chamados de Cursos Preparatórios ou Cours Préparatoire.

Diferente das demais provas, os alunos previamente se inscrevem em cinco universidades públicas (ou privadas que participem do PRONAUTEP, Programme National des Universités de Technologie Privées). Além disso, escolhem três cursos que desejariam participar. A partir daí a prova assume pesos diferentes para as áreas de: Ciências Exatas; Ciências Humanas; Ciências da Natureza e Linguagem, com as notas máximas e mínimas variando de acordo com o desempenho geral global de cada aluno.

A prova é considerada a mais importante do país. A universidade mais concorrida é a Universidade de Port Belo (relação de 12,4 candidatos por vaga) e a Universidade de Saint John (relação de 11,3 candidatos por vaga).

O sistema de cota garante que pelo menos 1/4 das vagas seja ocupada por pessoas de origem suni e 2/4 por mulheres.

Quem não conseguir passar em alguma universidade pode usar suas notas para entrar na École technique, sendo definido o critério de acesso da seguinte maneira:

  • 1. Maior nota entre os alunos do A1;

  • 2. Maior nota entre os alunos da ENL que não cursaram a École Technique durante a École Intermédiaire;

  • 3. Vagas remanescentes para alunos em outras situações.

O aluno também, dependendo de sua nota, pode garantir um ano a mais na École Technique (com vagas disponíveis para alunos entre os 50% com maiores notas), chamado de S4, e garantir o título de Technologue, considerado curso de nível universitário.

Sendo assim, os meios para se alcançar o ensino superior no país é variado e permite que as pessoas, independente das notas tiradas na ENL, cheguem ao mais alto nível de ensino no país.



Infraestrutura

Sala de aula em Bumi, de maioria Suni

Existem em Belo-Horizonte 12.800 escolas públicas, com média de 25 alunos por sala e 10 salas por escola. As escolas públicas do país têm capacidade para atender mais de 3,2 milhões de estudantes, o que é, na verdade, muito maior que a população total entre 4 e 18 anos que é de 2.5 milhões. Atualmente vigora uma política de fechamento de escolas “de base” por conta do número diminuto de demanda (as escolas públicas tem, em média, 20,2 alunos por sala, a taxa de escolas fechadas em 2058 foi de -0,2%).

A população de estudantes entre a faixa etária do ensino básico (4 á 18) equivale, de acordo com o censo de 2058, 2.584.776 estudantes. As escolas ficam definidas da seguinte forma:

École maternelle: 2.777 escolas
École initiale: 6.502 escolas
École intermédiaire: 3.521 escolas

Todas as escolas do ensino inicial ao intermediário devem conter: 10 salas de aula; 2 laboratórios; 2 salas de computação; 1 restaurante; 1 auditório; 1 quadra olímpica e 1 biblioteca.

As escolas técnicas compõem 25% das École intermédiaire, enquanto escolas técnicas que não fornecem o ensino médio em conjunto com o ensino técnico são 105.

Existem cerca de 12 universidades públicas no país, com capacidade para 540 mil alunos e 79 universidades, faculdades e centros universitários tecnológicos privados, com 9.560 alunos em média, um total de 755 mil alunos. Ao todo são 1.295.240 alunos em do ensino superior em Belo-Horizonte.

Os custos por aluno, nas mais diversas etapas são:

De Base: 15.853 poids/ano;
Avancéé: 12.560 poids/ano; e
Université: 14.360 poids/ano.



Comunidade

A responsabilidade pelo ensino "de base" em Belo-Horizonte é dos municípios, isso não impede que escolas regionais ofereçam esses serviços.

Cada município, dependendo do tamanho de sua população, é dívida em Districts Scolaires (DS). Os estudantes normalmente estudam nas DS que moram e, quando não, o Estado (seja o município ou mesmo o governo central) deve oferecer transporte gratuito para esses estudantes.

São atribuições das DS:

Administração das escolas públicas e fiscalização das escolas privadas dentro dos limites da DS;
Fiscalização do uso dos recursos distribuídos pelo município, região, ou governo central;
Desenvolver políticas comunitárias que envolvam os estudantes para que se identifiquem como parte contribuinte da sociedade em que vive;
Indicar a verba anual necessária para as escolas dentro dos limites da DS;
Estabelecer comissões que julguem delitos cometidos pelo corpo docente e discente, aplicando, dentro dos limites da lei, as punições adequadas;
Promover a participação da comunidade no processo de formação de uma grade horária que ofereça atividades culturais relacionados ao lugar onde o aluno vive.



Corpo Docente

Para se dar aula na École Maternelle é necessário apenas o Curso Técnico em Educação, nos demais níveis, é preciso o Baccalauréat (Bacharelado).

A partir da École Intermédiaire é requisitado o título de Maître, enquanto na École Technique é requisitado o Technologue (com grau de Maître).

O Técnico em Educação, pode receber, no mínimo, 10 mil poids mensais.

Já o professor da École Initiale é remunerado em 12 mil poids mensais, no mínimo.

O salário mínimo que um professor (Technologue, Intermédiaire) pode receber é de 14 mil poids mensais.

Já um professor universitário, com título de doutor, recebe, no mínimo, 18 mil poids mensais.

Os ajustes salariais são feitos de acordo com a inflação, com crescimento real do salário a cada 5 anos de serviço.

Na universidade, os professores recebem de acordo com seu tempo na universidade em que dão aula, sendo:

Cargo

Remuneração Mínima

Título

Anos de Exercício

Professor Titular

25 mil poids

Doutorado

15 anos

Professor Associado

20 mil poids

Doutorado

10 anos

Professor Adjunto

18 mil poids

Doutorado

8 anos

Professor Assistente

16 mil poids

Doutorando

-

Visão panorâmica da Universidade de Port Belo



Grade Curricular

A Grade Curricular em Belo-Horizonte se divide em três esferas:

• Nacional
• Municipal
• Clubes¹

¹Os clubes, ou Clubs, só passam a fazer parte do currículo a partir do B6.

A nível nacional, são aquelas matérias comuns, que todo o estudante belo-horizontino deve aprender, independente da escola ser privada ou pública, sendo elas:

Matemática, Lysandês, Tigrinês², Geografia, História, Biologia e Física

Sala de aula em Saint John

A maioria dessas matérias só passam a ser obrigatórias a partir do B4. Contudo, algumas DS podem adiantar o processo de aprendizado nessas áreas.

²O Tigrinês é a segunda língua obrigatória no país pois se trata da língua falada em Abslandia (maior economia do continente) e Imperio de Jandira (maior economia de Tellus).

No nível municipal estão as matérias decididas por cada município e que só são, na maioria das vezes, estudadas nesses lugares, como por exemplo, o ensino do da língua freniana (a falada em Freny), por exemplo, na cidade de Saint John. Ou a Educação Ambiental, que começou em Port Belo e hoje se espalhou para 3/4 das escolas do país.

Por fim os clubes, que são criados pela Colegiado dos Estudantes do Ensino Intermediário em concordância com as respectivas escolas e a DS local.

Os clubes são atividades desenvolvidas no período integral, formado por alunos, com o acompanhamento de um professor¹ ou pessoa de notório saber, que desenvolvem essas atividades.

Os clubes mais populares em Belo-Horizonte são (% de escolas):

  • 1. Teatro (78%)

  • 2. Cinema (69%)

  • 3. Esgrima (52%)

  • 4. Fotografia (51%)

  • 5. Literatura (51%)

No última dia de aula de junho (20) é comum os alunos realizarem festivais mostrando alguns dos trabalhos realizados no clubes.

¹Os professores são responsáveis por acompanhar os clubes, contudo, quem preside esses clubes é um alunx eleitx pelos membros do clube. É ele que define as atividades que os clubes realizarão.

Por fim, uma grade curricular para exemplificar, a da Cidade de Port Belo:

C1: Arte, Alfabetização, Educação Cívica
C2: Arte, Matemática, Alfabetização, Educação Cívica
C3: Arte, Matemática, Alfabetização, Educação Cívica

A partir dessa fase, as aulas obrigatórias a nível nacional são aplicadas e, como já foram explicitadas anteriormente serão omitidas, considera-se, portanto, que todos os anos tem o ensino dessas matérias.

B1: Educação Cívica, Educação Econômica, Educação Ambiental, Suni e Programação
B2: Educação Física, Educação Cívica, Educação Econômica, Educação Ambiental, Suni e Programação
B3: Educação Física, Educação Cívica, Educação Econômica, Educação Ambiental, Suni e Programação
B4: Educação Física, Educação Econômica, Educação Ambiental, Suni e Programação
B5: Educação Física, Educação Econômica, Educação Ambiental e Programação
B6: Educação Física, Educação Econômica, Educação Ambiental, Filosofia, Química e Programação
B7: Educação Física, Educação Econômica, Educação Ambiental, Filosofia, Química e Programação
B8: Educação Física, Educação Econômica, Educação Ambiental, Filosofia, Química e Programação

A partir da École Intermédiaire, às aulas de Educação Ambiental e Educação Econômica são substituídos por Literatura e Sociologia.

Assim a grade são do A1 ao A4 (retirando as obrigatórias):

Educação Física, Filosofia, Química, Programação, Literatura e Sociologia.

Os clubes não entram na contagem pois se tratam de atividades extracurriculares.

Foto histórica da Universidade de Port Belo

RawReport