by Max Barry

Latest Forum Topics

Advertisement

The Technocracy of
Democratic Socialists

Overview Factbook Dispatches Policies People Government Economy Rank Trend Cards

10

Tigresia-Jandira | Tigrinês




Língua Tigrina


Tigrinês (Tigerisch)

Pronúncia:

[tɪgərɪʃ]

Nativo de:

Telephassa Tigrina;
Sul da Ogenia;
Partes de Luahari;
Globalmente, a partir de migrações tigrinas

Total de Falantes:

1ª Língua: 1,4 bilhões a 1,7 bilhões;
2ª Língua: 480 milhões a 625 milhões;
Estrangeira: 4,1 bilhões aprox.

Família:

• Norte-telephassônica
• Tigro-ohmannico
• Tigro Setentrional
• Velho Tigrinês
• Tigrinês

Formas Anteriores:

Velho Tigrinês
• Tigrino-atlanticano
• Tigrino-fuchsan
• Neo-tigro unificado

Dialetos Padrão:

Tigresia-Jandira:
Tigrinês de Tigresia
Tigrinês Atlanticano
Tigrinês Caniburguês
Tigrinês Lycan
Tigrinês Sovn-Fortuniano
Tigrino-Heropolitano
Tigrinês Drachen
Tigrinês Arctino-Coldario
E outros 16 dialetos...

Fora de TJA:
Tigrinês Ávaro
Tigrinês Kraniniano
Tigrinês Abslandês
Tigrino-Marabhein
Tigrino-Irhkiano
Tigrino-Siliano

Sistema de Escrita:

Alfabeto Sacroimperial
Braile Tigrino
Linguagem Tigrina de Sinais
Alfabeto Rúnico (raro)

Equivalência RL:

Alemão (grande parte)

Status Oficial

Língua Oficial:

Como Majoritária:

Tigresia-Jandira
Avaron
Kranin
Abslandia
Silies

Como co-oficial:

Marabá (Parah)
Lippertburg (Kingdom of Irhk)
Mettenheim (Santese)

Como língua secundária/cultural:

Lysandus
Alissonovia
Parah
Magna atlantica

Várias organizações internacionais

Regulada por:

Sem regulação oficial
Ortografia regulada pela
Tigerisch Sprachen Councilen

O tigrinês (tigerisch [tɪgərɪʃ]) é uma língua tigro-ohmannica setentrional que é falada principalmente na Telephassa Central. É a língua oficial e a mais falada de Tigresia-Jandira, Avaron, Kranin e Abslandia, além de possuir grande presença como segunda língua em Lysandus, Socialist Republic of Ransland, Magna atlantica, Marabá (Parah), Lippertburg (Kingdom of Irhk) e Mettenheim (Santese). As línguas do braço tigro-ohmannico mais próximas do tigrinês são o varserk, o atlanticano e o leontinês, com um parentesco distante com as línguas nórdicas sarpedônicas.

O tigrinês é o 3º idioma mais falado do mundo, atrás apenas do heropolitano e do varserk. Estima-se que seja a primeira língua de quase 1,2 bilhão de pessoas. É também o idioma nativo mais falado na União Telephassônica. O tigrinês também é a segunda língua estrangeira mais ensinada no mundo (atrás do heropolitano), a principal língua científica utilizada e a segunda língua mais usada em sites (depois do heropolitano). Os livros em língua tigrina estão em 2º lugar na quantidade de volumes publicados, com 30% dos livros publicados no mundo todo são na língua tigrina. O tigrinês também é o idioma usado, originalmente, para escrever a Carta da Liga das Nações, além de ser um dos idiomas oficiais da IF, FMO e vários órgãos internacionais, e é a terceira língua favorita nos negócios, depois do heropolitano e do sacro-imperial.

Muito do vocabulário tigrinês é derivado do ramo tigro-ohmannico da língua norte-telephassônica, mas uma boa quantidade de palavras recebem influências do varserk, bávaro, sacro-imperial e, mais recentemente, do heropolitano. Estima-se que 35% do vocabulário do tigrinês tenha tido origem em outras línguas. Com múltiplas variantes levemente diferentes, o tigrinês pode ser considerado uma língua pluricêntrica, ou seja, com vários centros diferentes, e possuindo variedades únicas tanto na Telephassa quanto em outras partes do mundo. Inclusive, comparando-se o tigrinês de Tigresia-Jandira com outros dialetos, existe uma quantidade razoável de intercompreensão entre os dialetos, mas há alguns que, apesar de serem escritos da mesma forma, o idioma falado demonstra ter grandes diferenças, sobretudo na entonação. Por isso, muitas vezes, dialetos como o ávaro e o abslandês são considerados línguas separadas, apesar de terem a mesma origem.

Difusão


O tigrinês é falado principalmente em Tigresia-Jandira, Avaron, Kranin, Abslandia, na região irhkiana de Lippertburg, no estado paraense de Marabá, na região sindarin de Mettenheim, em zonas colonizadas em Silies, pequenas comunidades em Freny e em pequenas regiões de Leontino e Girania que fazem fronteira com Tigresia-Jandira. É também, ao lado do lysio-znalote, uma das línguas mais faladas em Magna atlantica, que não possui uma língua oficial. No local, há também alguns casos envolvendo o tigrinês escrito no alfabeto znalote.

Além do mais, as possessões coloniais de Heropole que se tornaram tigrino-jandirenses em 1630 possuem pequenas quantidades de falantes de tigrinês, o que é o caso de Emboabas, Parah (fora de Marabá), Nova Laguna, Do brasil da america e Pederneira. Também há grupos falantes do tigrinês em Socialist Republic of Ransland, que considera a língua como uma das oficiais, ainda que em menor escala.

O tigrinês, dada sua popularidade nos ensinos de Tellus, é a segunda ou terceira língua de quase 50% da população telephassônica não-tigrina. Mas, dada a grande quantidade de tigrinos que se dispersaram por Tellus, bem como a difusão do ensino do tigrinês, não é possível precisar um número exato de falantes do tigrinês, especulando-se que podemos ter até 1,2 bilhão de pessoas no planeta que possuem o tigrinês como primeira língua. Se somarmos a quantidade de pessoas que possivelmente possuem o tigrinês como segunda ou terceira língua, ou até as que possuem um conhecimento básico da língua, podemos chegar a quase 7 bilhões de pessoas que possuem algum contato com o tigrinês.

Gramática


Alfabeto


Letras do alfabeto tigrino

O alfabeto tigrino é equivalente ao sacro-imperial, mas algumas letras acentuadas são consideradas como letras independentes. Originalmente, o alfabeto tigrino era composto por runas que representavam sílabas comuns, mas estas foram substituídas pelo alfabeto sacro-imperial. A escrita rúnica ainda é presente e ensinada em algumas escolas do país, mas serve mais como ensino da cultura. Escritas rúnicas ainda podem ser vistas em alguns logotipos de empresas, mas não possuem tanto valor léxico, servindo mais como valor cultural.

Link
Alfabeto Rúnico — Revisão de 1916

Um problema comum no século XX era sobre a questão das letras Ä, Ö, Ü e da letra-dígrafo SS. Várias fontes consideravam essas quatro letras como integrantes do alfabeto tigrino, enquanto outras consideravam apenas o SS e, muitas, nenhuma das quatro letras. Por isso, muitas vezes, o alfabeto era ensinado com 26, 27 ou 30 letras diferentes. Somente na Reforma Ortográfica de 1998 é que foi definida esta situação, com a adição oficial destas 4 letras no alfabeto, preservando um alfabeto de 30 letras.

Substantivos

Os substantivos no tigrinês existem em três gêneros: masculino, feminino e neutro, sendo que o gênero do substantivo afeta todos os artigos, pronomes e adjetivos que se referem a ele. Na língua tigrina, há casos de palavras aos esquemas Plurale tantum e Singulare tantum (apenas plural e apenas singular, em sacro-imperial antigo), cujo número gramatical é definido a partir do artigo. Todos os substantivos no tigrinês são capitalizados, independente de serem comuns ou próprios. Os substantivos também sofrem declinação de acordo com o caso e o número gramatical.

Gênero

No tigrinês, três gêneros estão presentes: masculino (como Mann (homem), por exemplo), feminino (como Frau (mulher), por exemplo) e neutro (como Auto (carro), por exemplo), que comumente concordam com o gênero natural do que está sendo descrito. No ensino do tigrinês, entretanto, sempre há o aviso de que nem sempre o gênero da palavra é natural, sendo muitos os casos de que o gênero foi definido apenas pelo passar dos anos, como no caso dos talheres, muito comum no ensino primário do tigrinês: a faca é neutra (das Messer), o garfo é feminino (die Gabel) e a colher é masculina (der Löffel).

Outra forma de se verificar o gênero do substantivo é verificando o artigo que acompanha a palavra. Há também a questão de que, dependendo da forma, quase 90% das palavras do tigrinês possuem seu gênero identificável pelo sufixo da palavra. A definição é a seguinte:

  1. Se o substantivo terminar com -heit, -keit, -ung, -tät, -adt, -ei ou -schaft será sempre feminino.
    Exemplo: Stadt (cidade), Wahrheit (verdade), Provinzei (província), Universität (universidade);

  2. Se o substantivo terminar com -ist/-ismus, -ling, -or e -ant, será sempre masculino.
    Exemplo: Kommunismus (comunismo), Terrorist (terrorista), Elefant (elefante);

  3. Se o substantivo terminar com -el, -er, -en (exceto Infinitivo, que é neutro e não usado como pronome), -aum, -ang, -und e -all, na maioria das vezes é masculino.
    Exemplo: Fussball (futebol), Grund (razão), Giranien (Girania), Lysier (o lysandês)
    Exceções Gerais: nomes de animais (sempre no feminino, como em die Katze (o gato)) e nomes de pessoas no feminino (Mutter (mãe), Schwester (irmã)).
    Exceções Específicas: das Pfund (a libra), das Metall (o metal), die Nachtigall (o rouxinol)

  4. Os seguintes grupos semânticos são masculinos: dias, momento do dia, estações do ano, pessoas masculinas, bebidas alcoólicas e marcas.
    Exemplos:der Zweitag (segunda-feira), der Morgen (manhã), der Sommer (verão), der Mann (homem), der Alkohol (álcool), der Farsten (o [carro] Farsten).
    Exceções: die Nacht (noite), die Person (caso geral de "pessoa") e das Bier (cerveja).

  5. Os seguintes grupos semânticos são femininos: meses, pessoas no feminino, vegetais e animais.
    Exemplos: die Funften (maio), die Katze (gato), die Tiger (tigre), die Mutter (mãe), die Tulipe (tulipa)

  6. Para transformar uma palavra do masculino pro feminino, basta colocar -in no final da palavra. Se a palavra terminar em vogal, substitui-se a vogal por -in.
    Exemplos: der Lehrer → die Lehrerin (professor → professora), der König → die Königin (rei → rainha), die Katze → die Katzin (gato → gata).
    Exceções: der Imperator → die Imperatrix (imperador → imperatriz), der Priest → die Priesteress (padre).

  7. Se o substantivo tiver origem estrangeira e se a palavra tiver as terminações -enz, -ie, -ik, -ion, -ur, -tät e -age, usa-se o gênero feminino.
    Exemplo: die Intelligenz (inteligência), die Philosophie (filosofia), die Politik (política), die Kultur (cultura), Spionage (espionagem), Kapazität (capacidade).

  8. Se o substantivo tiver a última sílaba terminada em -e, usa-se artigo feminino.
    Exemplo: die Lampe (lâmpada), die Karte (mapa cartográfico).
    Exceções: der Käse (queijo).

  9. O seguinte grupo semântico é neutro: nomes de cores.
    Exemplos: das Blau (azul), das Weiss (branco), das Röt (vermelho), das Lichtgrün (verde claro).

  10. Se as palavras tiverem o diminutivo -lein e -chen, use o gênero neutro.
    Exemplos: das Häuschen (casa pequena, casinha), das Büchlein (livro pequeno, livreto)

  11. Se as palavras tiverem origem sacro-imperial e terminarem em -um, use o gênero neutro.
    Exemplos: das Zentrum (centro), das Museum (museu)

  12. Se as palavras terminarem em -ment, use o gênero neutro.
    Exemplos: das Parlament (parlamento), das Element (elemento).

  13. São gênero neutro as palavras que terminam em -em e forçadas a ficar na última sílaba.
    Exemplos: Problem (problema), System (sistema)

  14. São gênero neutro as palavras estrangeiras terminadas em -ett e forçadas a ficar na última sílaba.
    Exemplos: Kabarett (cabaré)

  15. São gênero neutro as palavras que terminam em -ma e -o.
    Exemplos: Drama, Paradigma, Auto (carro), Piano
    Exceções: die Firma (companhia), der Espresso.

  16. São gênero neutro as palavras estrangeiras que terminam em -om.
    Exemplos: Syndrom, Phantom, Polynom.

  17. Alguns substantivos que iniciam em Ge- são neutros.
    Exemplos: Geschäft (negócios), Geschenk (presente), Gesetz (lei).
    Exceções: der Gedanke (pensamento), der Geruch (odor), die Gewalt (violência), die Gestalt (forma)

Plural

O plural, no tigrinês, é descrito de nove maneiras diferentes, cada uma com sua especificação. Os plurais são indicados sempre no sufixo, e o gênero inexiste, com o plural quase sendo um gênero próprio. Por padrão, usa-se die para plurais em todos os casos, à exceção do caso dativo, onde usa-se den.

Os nove plurais são feitos a partir de encaixes no sufixo e, no caso de alguns casos onde há a presença das vogais A, O e U, a transliteração das letras com trema Ä, Ö e Ü. As nove possibilidades são: - (sem modificação na palavra), -n, -¨n, -en, -¨en, -er, -¨er, -nen (no caso do sufixo feminino -in) e -s (sobretudo palavras emprestadas do anglo-varserk). Em algumas palavras sacro-imperiais e outros casos específicos, usa-se terminações próprias ou altera-se o sufixo.

Apesar de serem casos específicos demais, variando de acordo com a regra, há muitos casos, principalmente no gênero feminino, que possui regras definidas, a saber:

  1. Nas terminações -g, -ur, -on, -z, -er, -ar e -t, adiciona-se -en no plural. Adiciona-se -en em alguns casos de terminação -ik, com outros não recebendo terminação. No caso do -en, o sufixo dobra se, e somente se nos casos que for -hen.
    Exemplo: Universität(en) (universidade(s)).

  2. Nas terminações -e, -a, -ie, adiciona-se -n no plural.
    Exemplo: Karte(n) (mapa(s)).

  3. Nas terminações -or, o sufixo é substituído por -ör.
    Exemplo: Imperatör (imperadores).

  4. Nas terminações -u, usa-se -er.
    Exemplo: Blauer (azuis).

  5. Nas terminações -in, usa-se -nen.
    Exemplo: Löwin(nen) (leoa(s))
    Exceção: numerais (usa-se -e. Ex.: eine (umas)).

  6. Nas terminações -um e -o, não há flexão numeral, com o artigo definindo o plural.
    Exemplo: das Zentrum → die Zentrum (o centro → os centros).

Artigos

O tigrinês possui quatro artigos defindos, equivalentes aos artigos heropolitanos o, a, os, as. Estes são:

  1. Die: artigo feminino e artigo usado no plural. Equivale aos artigos heropolitanos a, os, as.

  2. Der: artigo masculino. Equivale ao artigo heropolitano o.

  3. Das: artigo neutro. Não possui equivalência em heropolitano, pois o heropolitano não possui artigos neutros.

  4. Den: artigo plural do caso dativo.

Há também os artigos indefinidos, que são, literalmente, variações de ein (um).

  1. Ein: artigo masculino e neutro nos casos nominativo, acusativo e genitivo.

  2. Eine: artigo feminino nos casos nominativo e acusativo.

  3. -eine: artigo no plural dos casos nominativo e acusativo. Nota-se que deve haver um complemento ao artigo.

  4. Einer: artigo masculino, neutro e feminino no caso dativo, e feminino no caso genitivo.

  5. -einen: artigo no plural do caso dativo.

  6. -einer: artigo no plural do caso genitivo.

Pronomes

As formas possessivas sofrem inflexão semelhante ao artigo eine.

Palavras


Veja, abaixo, algumas palavras do tigrinês traduzidas para o heropolitano:

Números

Tigrinês

Numeral

Heropolitano

Zero

0

Zero

Ein

1

Um

Zwo

2

Dois

Trei

3

Três

Vier

4

Quatro

Fünf

5

Cinco

Sech/Sechs

6

Seis

Sieben/Siebt

7

Sete

Acht

8

Oito

Neun

9

Nove

Zehn

10

Dez

Elf

11

Onze

Zwölf

12

Doze

Dreizehn/Treizehn

13

Treze

Vierzehn

14

Quatorze/Catorze

Fünfzehn

15

Quinze

Sechzehn/Sechszehn

16

Dezesseis

Siebzehn

17

Dezessete

Achtzehn

18

Dezoito

Neunzehn

19

Dezenove

Zwanzig

20

Vinte

Zwanzig-Ein

21

Vinte e Um

Zwanzig-Zwei

22

Vinte e Dois

Zwanzig-Trei

23

Vinte e Três

Zwanzig-Vier

24

Vinte e Quatro

Zwanzig-Fünf

25

Vinte e Cinco

Zwanzig-Sech

26

Vinte e Seis

Zwanzig-Siebt

27

Vinte e Sete

Zwanzig-Acht

28

Vinte e Oito

Zwanzig-Neun

29

Vinte e Nove

Treizig

30

Trinta

Vierzig

40

Quarenta

Fünfzig

50

Cinquenta

Sechzig

60

Sessenta

Siebtzig

70

Setenta

Achtzig

80

Oitenta

Neunzig

90

Noventa

Hundert

100

Cem

Fünfhundert

500

Quinhentos

Tausend

1000

Mil

Zehn Tausend

10000

Dez Mil

Hundert Tausend

100000

Cem Mil

Milion

1000000

Um Milhão

Bilion

1000000000

Um Bilhão

Contagem de Tempo

Tigrinês

Heropolitano

Sekunde

Segundo

Minute

Minuto

Stunde

Hora

Tag

Dia

Wochen

Semana

Monten

Mês

Jahr

Ano

Dekade

Década

Sekule

Século

Millenium

Milênio

Epoche

Era

Ersten/Jannär

Janeiro

Zwoiten/Februär

Fevereiro

Träitten/Marzen

Março

Vierten/Aprilen

Abril

Funften/Marken

Maio

Sechsten/Wessten

Junho

Siebten/Morganen

Julho

Achten/Dankhten

Agosto

Neunten/September

Setembro

Zehnten/Oktober

Outubro

Elften/November

Novembro

Zwölften/Dezember

Dezembro

Mitter-Nacht

Meia-Noite

Mitter-Tag

Meio-Dia

Fünfzehn-Stunde

3 da Tarde

Sech-Stunde

6 da Manhã

Zwanzig-Ein-Stunde

9 da Noite

Ein-Stunde

1 da Madrugada

Fiuertag

Domingo

Winitag

Segunda

Wastag

Terça

Erdetag

Quarta

Torztag

Quinta

Wallitag

Sexta

Kashtag

Sábado

Feiertag

Feriado

Wochende

Fim de Semana

Países e Continentes

Heropolitano

Tigrinês

Tigresia-Jandira

Tigresia-Jaendiren

Abslandia

Abslandien, Absland (raro)

Aerebor

Aeriburg, Aerebor

Alessandrian Empire

Alessanreich

Alissonovia

Alijzenlawien

Auskerria

Auskadien

Avaron

Avarslen, Avaron

Belo-horizonte

Gutthorizonten, Gutt-Horizonten

Boldenburg

Boldenrreich

Brahachil

Brahachile

Breogan

Breoganien

Brolhetaria

Brolenrreich

Costa gelo

Eiskoasten

Do brasil da america

Brasilien von Amerika

Dufalt

Dufalten

East kaldestein

Ost-Kaldestein

Emboabas

Emboabien

Englas

Kiralystadt

Fanzerland

Fanzerland, Fanzerlandien

Fornders

Fornenrreich

France antarctica

Franzantartika

Freny

Freny ou Frenien

Girania

Gyronnien, Giranien (raro)

Herakklion

Zantenrreich

Hykana

Hykenrreich

Ilokreski

Kreskenland, Kreskenlandien (desuso)

Infinitta

Infinitten, Infinitta (raro)

Johansy

Johanstadt, Johansien

Kingdom of Irhk

Irkslen

Kramoliun

Kramonrreich

Kranin

Kranrreich, Kraninien, Kranin

Leontino

Hawkerreich

Liszteria

Liztenrreich

Lupinea

Lupinien

Lusala

Lusalien

Lysandus

Lysienrreich

Magna atlantica

Grossatlantiken ou Grossatlantikenslen

Magna hyuune

Grosshyunen

Marturians

Marturien

Mizton

Miztonen

Montecervi

Mont-Hirschslen

Morvarid

Morvarreich, Morvariden

Nosterbrazig

Nostbrasilien ou Nosterbrazig

Novarkh

Letzenslen

Nova brazilis

Neubrazilien

Nova guarani

Neuguaranien

Nova Laguna

Neulagune

Nova Vestroia

Neuvestroien

Novotroitsa

Neutrootsen

Oeiras

Sudöstparaen, Oerandig

Onkreski

Kreskenrreich

Parah

Paraen

Pederneira

Pederig

Polskieland

Polsken

Repes

Repesien

Republica de Medici

Bavarreich

Republic Popular of Lorien

Lorien

Rubrayev

Rötendig

Sagradus

Heligien

Sankerea

Sanarig

Santa maria fumaca

Sankt Maria

Santese

Sindarslen

Socialist Republic of Ransland

Ransland, Ranslandien (desuso)

Sumandita

Sumandie

Valhud

Vallenrreich

Vallauris

Valarig

Veleste

Velsten

Venardia

Venarden, Venardien

Xiburian

Xiburreich

Znatsnaz

Ternienrreich

Agrotera

Agroterre

Aswad

Ashvaden

Deshret

Ahlamen

Feorland

Feorlanden

Glaciarum

Glaciarum

Heremusia

Wustedig

Kaldestein

Kaldestein

Kalliste

Süd-Sarpedon

Kitainan

Kitabehn

Lippertalia

Lipperlandien

Luahari

Waldendig

Manateren

Manaterre

Ogenia

Ogenien

Sarpedon

Sarpedon

Telephassa

Telephassa

Tempestas

Sturmen

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Substantivos

Heropolitano

Tigrinês

Adolescente

Vermalter

Águia

Adler/Eagle

Animal

Biesten

Banco

Bank

Basquete

Basketball

Café

Kaffee

Carro

Auto

Casa

Haus

Cidade

Stadt

Criança

Kind

Distância

Distanz

Esporte

Sport

Estrela

Stern

Estudante

Student/Schüler

Ferreiro

Schmier

Futebol

Fussball

Gato

Katze

Geografia

Geographie

Guerra

Krieg

Guerreiro

Krieger

Habilidade

Talhänt

Heropolitano

Heropolitiesch

Híbrido

Biestenmensch

História

Historie

Homem

Mann

Humano

Mensch

Idioma

Sprache

Idoso

Veccien

Jogo

Spiel

Livro

Buch

Lobo

Wolf/Wulf

Mar

Mär

Matemática

Mathematik

Mulher

Frau

Nação

Nation

Paz

Frieden

Planeta

Planet

Povo

Personen

Prato

Platte

Pureza

Reinheit

Rio

Fluss

Roupas

Kleider

Soldado

Soldat

Tellus

Tällus

Tempo

Zeit

Texto

Text

Tigre

Tiger

União

Union

Vôlei

Volleyball

Xícara

Schak

Mais Palavras

Heropolitano

Tigrinês

Heropolitano

Tigrinês

Bom

Gut

Sim

Ja

Mau

Schlimm

Não

Nein

Claro

Klare

Positivo

Positiv

Escuro

Darke

Negativo

Negativ

Resistente

Resistänt

Imperador

Imperator

Frágil

Zerbränt

Imperatriz

Imperatrix

Global

Global

Rei

König

Estranho

Seltsam

Rainha

Königin

Comum

Verbreitet

Príncipe

Prinzen

Bonito

Schönen

Princesa

Prinzenin

Feio

Hässlen

Reino

Königreich/Reich

Quente

Heiss

Império

Imperium

Frio

Kald/Kalt

República

Republik

Duro

Hart

Presidente

Präsident

Mole

Sanft

Chanceler

Kanzler

Macio

Flaumig

Ministro

Minister

Áspero

Rau

Primeiro-Ministro

Premier

Azul

Blau

Ditadura

Diktatur

Vermelho

Rot

Democracia

Demokratie

Verde

Grün

Cultura

Kultur

Amarelo

Gelb

Música

Musik

Branco

Weiss

Imprensa

Pressen

Preto

Schwarz

Jornal

Zeitung

Roxo

Purpur/Violett/Lila

Televisão

Television

Laranja

Tigarbe

Comunismo

Kommunismus

Cinza

Grau

Capitalismo

Kapitalismus

Alegre

Heiter

Direita

Recht

Triste

Traurig

Esquerda

Linke

Novo

Neu

Centro

Zentrum

Antigo

Alt

Fascismo

Faschismus

Fácil

Einfach

Anarquismo

Anarkhismus

Difícil

Schwer

Liberal

Liberalisch

Materno

Mütterlich

Conservador

Konservativ

Paterno

Vätterlich

Militar

Militär

Vespertino

Vespertin

Naval

Marine

Matutino

Matutin

Aéreo

Winder

Noturno

Nächtlin

Governador

Statthalter/Provinzhalter

Sacro-Imperial

Sakrum-Imperialis

Parlamentar

Parlamentarisch

Tigrino-Jandirense

Tigerin-Jaendirensch

Deputado

Stattvertreter

Rápido

Schnell

Colônia

Kolonie

Lento

Schleppen

Metrópole

Metropolis

Inteligente

Intelligent

Ciência

Wissenschaft

Astucioso

Scharfsin

Magia

Magie

Sagaz

Scharfweise

Religião

Religion

Ignorante

Unscharf

Sociedade

Sozielschaft

Nacional

Nationalisch

Comércio

Handel

Estrangeiro

Ausländisch

Indústria

Industrie

Pacífico

Friedlich

Educação

Schulbildung

Briguento

Zänkisch

Saúde

Gesundheit

Honrado

Geehrt

Segurança

Sicerheit

Report